Cursos

Porquê formar-se?

Viver em família e educar são tarefas difíceis e não se improvisam. A intuição e a experiência, mesmo se estimuladas por leituras teóricas, não são suficientes para vencer. Educar para a liberdade e responsabilidade exige competências sólidas.
Só uma vivência em casal saudável permite educar filhos felizes.

Para quê formar-se?

  1. Adquirir critérios.
  2. Construir o seu próprio projeto educativo.
  3. Identificar as necessidades e características próprias de cada idade.
  4. Melhorar o ambiente familiar.

Método do caso

Os cursos do CENOFA combinam os saberes das ciências humanas e sociais (“Ciências da Família”) com a metodologia do caso (oriunda da Universidade de Harvard). Cada caso é baseado em situações reais, semelhantes às que se encontram na vida pessoal, e serve de base a um processo formativo desenvolvido da seguinte maneira:

  1. O estudo prévio e individual do caso;
  2. Discussão em grupo;
  3. Sessão plenária, conduzida por um moderador especialista no tema.

Organização prática dos cursos

Nas sessões não se abordam situações pessoais: trata-se de desenvolver ferramentas de decisão a partir dos casos-tipo apresentados. Cada curso compreende, no mínimo, 5 temas. No intervalo das sessões plenárias do curso, promovem-se reuniões em grupos mais pequenos, muitas vezes em casa dos próprios participantes, para uma primeira leitura e abordagem dos casos em estudo. Este trabalho em pequenos grupos realiza-se sob a direcção de um chefe de equipa, formado pelo CENOFA, e é completado pela sessão teórica. Compreende 3 momentos distintos:

  1. A observação crítica da situação familiar em estudo, identificando os factos objectivos.
  2. O diagnóstico dos problemas educativos concretos e relevantes, postos em evidência pela situação em estudo.
  3. O inventário e organização de soluções possíveis e realistas para prevenir e/ou resolver estes problemas.

No final de cada sessão há um momento de convívio entre os participantes.

Conteúdos dos programas